para-pais

17 perguntas que vão fazer você interagir melhor com seus filhos

3 de janeiro de 2017 Nenhum comentário

Para muitos pais, conversar com seus filhos pode ser algo assustador e misterioso. Algumas crianças são respondonas e outras simplesmente não dizem nada além de “sim”, “não” ou “tudo bem”. Para evitar esse tipo de comportamento, é muito importante saber interagir melhor com os filhos.

Conforme os filhos vão crescendo, muitos pais sentem que aumenta a dificuldade de se comunicar com eles. O que é muito comum, já que o diálogo pode sofrer interferências devido à idade da criança.

Porém, a recíproca também é verdadeira. Conforme os filhos vão crescendo, principalmente os adolescentes, têm o costume de acreditar que seus pais nunca vão compreender aquilo pelo qual estão passando e acabam compartilhando e conversando cada vez menos com eles.

Muitas vezes, quando as crianças tentam contar algo para os pais, já são criticadas e levam uma bronca. E, sem querer, esses pais acabam afastando cada vez mais os seus filhos e dificultando que tenham uma boa relação.

Porém, é possível reverter essa situação e aprender a interagir melhor com os seus filhos! É viável ter uma boa comunicação com eles, você só precisa fazer as perguntas certas para evitar respostas vagas e obter aquelas reais e sinceras.

A importância de se comunicar com seus filhos

É através da comunicação e da transmissão de mensagens afetivas que se criam laços profundos entre pais e filhos. Portanto, sempre diga ao seu filho o quanto você o ama e demonstre a importância que ele tem na sua vida!

Ao se comunicar com o seu filho, você descobre seus gostos, suas necessidades, sua forma de pensar e se expressar, enfim, você o conhece verdadeiramente e estabelece uma conexão com ele.

Existem diversas formas de o seu filho se comunicar com você. Essa comunicação pode ser verbal ou não verbal, através da linguagem corporal, dos gestos e expressões faciais. Todas as formas de comunicação são igualmente importantes, mas para que você seja assertivo na comunicação verbal é muito importante prestar atenção ao tom de voz, ao ritmo e intensidade da fala.

É muito importante que o diálogo entre pais e filhos seja plantado desde cedo, para que as crianças saibam que estão crescendo em um ambiente no qual elas podem contar com os seus pais para tudo.

Escute o que o seu filho tem a dizer

Primeiramente, para que o seu filho se sinta à vontade para conversar com você sobre qualquer assunto, é necessário criar um ambiente seguro, respeitador e favorável para a comunicação.

É fundamental que todos os envolvidos estejam confortáveis para compartilhar, levantar questões, preocupações e expressar seus sentimentos, tanto pais quanto filhos.

É muito comum pais confundirem diálogo com monólogo ou conversa com palestra. Para que a comunicação se caracterize como um diálogo, é necessário saber a hora de falar e a hora de escutar.

As crianças, mas principalmente os adolescentes, precisam sentir que sua opinião e ponto de vista têm valor, mesmo que você não concorde com ele. Portanto, antes de tudo, escute com atenção e interesse o que o seu filho tem a dizer.

Muitas vezes, devido a sua maior experiência de vida, os pais se precipitam e querem aconselhar e direcionar seus filhos para o melhor caminho, o que é completamente normal. Porém, se o seu filho não tiver solicitado aquele conselho, sua sabedoria pode não ser valorizada.

Portanto, avalie se esse é o melhor momento para aconselhá-lo. Preste atenção se o seu filho pediu por um conselho ou se está disponível para recebê-lo, perguntando: “Posso te dar um conselho sobre o que acabou de me dizer?”.

Pense antes de falar e perguntar

Para que aconteça uma interação efetiva entre pais e filhos, é necessário ter empatia. Saiba se colocar no lugar do seu filho para que você possa realmente compreender o que se passa com ele.

Escute o que ele tem a dizer de coração aberto, sem criticar ou julgar. Antes de qualquer coisa, tente entendê-lo. Se ele veio até você, é porque está buscando apoio, ajuda e compreensão. Portanto, evite conflitos.

Ao criticá-lo de forma negativa você acaba não orientando o seu filho, o distanciando e prejudicando essa relação. É claro que os filhos precisam de orientação, mas primeiro precisam ser ouvidos e se sentirem acolhidos para que algum ensinamento seja transmitido.

Quando isso não acontece, vai surgindo um desconhecimento por parte dos pais em relação aos filhos sobre suas convicções, ideias, vontades e pensamentos. Portanto, sempre pare para pensar no que dirá a eles. Os gritos e acusações não ajudam e somente prejudicam uma verdadeira comunicação.

Use perguntas para interagir melhor com os seus filhos

Existem algumas perguntas que podem ser feitas para estimular a comunicação com os filhos, evitando respostas evasivas como “sim” ou “não” e fugindo do tradicional “como foi na escola hoje?”. Confira:

Qual foi a coisa mais engraçada que aconteceu na escola hoje?

Quem é a sua professora favorita? E a que menos gosta? Por quê?

O que você mais gosta na escola? O que menos gosta?

Quem é o seu melhor amigo na escola? E fora dela?

Tem algum coleguinha na escola que você não gosta? Por quê?

Qual a sua matéria favorita? Qual a que menos gosta? Por quê?

O que você mais gostou de aprender hoje na escola? O que menos gostou?

O que você faz que te deixa alegre? E o que te deixa triste?

O que você quer ser quando crescer? Por quê?

Alguém fez algo que te deixou chateado hoje?

Você fez algo que deixou alguém chateado hoje?

Quem você mais detesta no mundo? Por quê?

Quem você mais gosta no mundo? Por quê?

Qual palavra você usaria para se descrever?

Qual foi a coisa mais estranha que aconteceu com você ou que você viu essa semana?

Quais músicas você gosta de ouvir?

O que podemos fazer juntos hoje?

Um bom termômetro para avaliar a sua relação com seus filhos é lhes perguntar a sua opinião sobre o seu papel. Assim, os dois lados podem se expressar e indicar formas para melhorar a comunicação.

E o mais importante, aproveite esse momento para aumentar a proximidade, melhorar a interação com seu filho e conhecer seus sentimentos, suas dúvidas, inseguranças e preocupações e para que ele te conheça também, estabelecendo uma relação forte e verdadeira!

Gostou das dicas para interagir melhor com os filhos? Então você vai gostar dessas dicas para fazer com que seu filho leia mais!

Nenhum comentário

*

Edições Impressas

E você? O que pensa?

Busca por Data

março 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

ENQUETE DA SEMANA

Quantas horas por dia você passa na internet?

TV Joca

Apoio