Ir para edições impressas para cego ver

Mundo

5 histórias emocionantes sobre amizade

30 de julho de 2019 2 comentários

A gente dá risada, briga, faz as pazes, conversa, brinca, dá conselhos… Amigo que é amigo é assim: serve para várias coisas ao mesmo tempo e está presente nos momentos bons e ruins.  

Como hoje, dia 30 de julho, celebra-se o Dia Internacional da Amizade, o Joca separou algumas histórias de amizades reais que emocionam e mostram o poder das relações entre amigos. Confira: 

Presente marcante

Thane, um garoto de 11 anos do Colorado, Estados Unidos, deu ao companheiro de sala Tyler um presente inesquecível. Sabendo que o colega tinha daltonismo (doença na qual o indivíduo não consegue identificar e diferenciar algumas cores), Thane se ofereceu para fazer alguns serviços domésticos simples em troca de dinheiro.

Depois de acumular uma boa quantia, ele comprou um par de óculos especiais para daltônicos, que ajudam a pessoa a enxergar as cores.

No vídeo abaixo, é possível ver a reação de Tyler ao usar os óculos pela primeira vez. Na gravação, perguntam se ele é capaz de ver as cores. Ele responde “sim” e todos comemoram.

Amizade que gera frutos

Dois amigos que vivem no vilarejo de Yeli, na China, decidiram se unir para tornar a região um lugar melhor. Jia Haixia, que é deficiente visual, e Jia Wenqi, que perdeu os dois braços na infância, trabalham em equipe para plantar árvores em um terreno abandonado. A dupla começou a ação em 2002 e, desde então, já plantou 10 mil árvores.

Enquanto Wenqi leva Haixia nas costas para atravessar o riacho (que precisam ultrapassar para chegar ao local) e o levanta para que ele possa escalar as árvores e tirar os galhos velhos, o amigo ajuda a cavar e plantar as sementes. “Quando estamos trabalhando juntos, não sentimos que temos deficiências”, disse Jia Haixa ao site Great Big Story.

Juntos, os amigos plantaram mais de 10 mil árvores. Foto: China.org.cn

Mais do que uma gata de estimação

Quando humanos e animais decidem ser amigos, a experiência pode ser transformadora. É o caso, por exemplo, de Iris Grace, de 6 anos, e sua gata, Thula. A garotinha inglesa foi diagnosticada com autismo quando tinha 2 anos e, desde então, a mãe dela começou a pesquisar formas de ajudá-la. Ela tinha lido que animais poderiam ajudar crianças com autismo (saiba mais sobre essa condição aqui) e, após não ter sucesso com cachorros e cavalos, Iris se aproximou do gato do tio, estabelecendo conexão imediata com o felino.

Vendo o envolvimento da menina, a mãe decidiu trazer uma gatinha para casa. Desde o dia em que Thula chegou, as duas fazem tudo juntas. Por exemplo, quando Thula pula na banheira com Iris, a menina nem se importa com o desconforto que antes sentia quando a água tocava a pele dela. Além disso, a gatinha sempre senta no colo da garota, o que a deixa mais calma.

Iris adora tomar banho na companhia de sua gata, Thula. Foto: Reprodução YouTube

Da vida real para os quadrinhos

O clássico personagem Cebolinha foi inspirado em um amigo de infância de Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica. Luiz Carlos da Cruz e Mauricio costumavam brincar juntos nas ruas da cidade de Mogi das Cruzes, em São Paulo. Na época, Luiz tinha pouco cabelo, o que fez com que as pessoas começassem a chamá-lo de Cebola – apelido que, na vida adulta, continuou sendo usado por todos ao redor. Além disso, quando criança, ele tinha a língua presa e, às vezes, acabava trocando o “R” pelos “L”, assim como o Cebolinha dos quadrinhos. Para Luiz, o personagem é motivo de muito orgulho. 

Cebolinha foi inspirado em um amigo do Mauricio de Sousa. Foto: Turma da Mônica/Divulgação

Quando uma porta se fecha, outra se abre

Na África do Sul, uma amizade que parecia improvável uniu dois animais muito diferentes: Lamby, uma ovelha, e Harki, um rinoceronte. Quando a mãe do rinoceronte morreu, ele ainda era bebê, então, ao resgatá-lo, os protetores do Hoedspruit Endangered Species Centre (local que cuida de animais em risco de extinção) tiveram que monitorar o bicho dia e noite, já que nessa idade eles ainda são muito dependentes da mãe. O problema é que, mesmo com o rinoceronte saudável, era necessário encontrar algum animal para socializar com ele, para que não se sentisse sozinho. 

Mas quem conseguiria fazer companhia para um animal tão grande? Em meio a esse dilema, um fazendeiro resolveu dar Lamby de presente para Harki. Desde que se conheceram, os dois passam o dia inteiro juntos, brincam bastante e ela fica ao lado dele sempre que o amigo está de mau humor. A amizade cresceu tanto que, oito meses depois, quando Matimba, mais um rinoceronte que não tinha mãe chegou ao local, a dupla acolheu o recém-chegado e os três formaram uma espécie de família.

Os bebês rinocerontes e sua amiga, a ovelha Lamby. Foto: Hoedspruit Endangered Species Centre/Divulgação

Dia da Amizade: qual é a data certa?

Em 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) determinou que o Dia Internacional da Amizade deve ser comemorado em 30 de julho. No Brasil, porém, a maioria das pessoas considera que o Dia da Amizade é 20 de julho, data na qual é comum ver pessoas trocando presentes e mensagens de companheirismo. Alguns comemoram também nos dias 18 de abril e 4 de fevereiro, embora essas datas não sejam tão conhecidas. 

Fontes: CNN, Great Big Story, National Geographic, G1ONU.

2 comentários

  1. Escola Municipal Thereza Favali Pocay says:

    que triste

  2. Alunos - SME Cerqueira César says:

    Adorei a historia da gata e da menina.

Edições Impressas

Busca por Data

agosto 2019
S T Q Q S S D
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

ENQUETE

Qual é a sua seção preferida no Joca?

TV Joca

Apoio