para-pais

Booktubers: como o YouTube pode fazer com que seu filho leia mais

16 de dezembro de 2016 Nenhum comentário

Os booktubers, pessoas que produzem vídeos sobre livros, vêm revolucionando o Youtube. Em um ambiente geralmente associado ao entretenimento, eles criaram uma comunidade que torna a leitura mais próxima do dia a dia das pessoas, estimulando o surgimento de leitores, criando debates e apresentando novos livros.

Com sua linguagem jovem e atrativa, os booktubers impactaram o público infantil, traduzindo, para os nascidos nos anos 2000, a experiência da leitura, sendo, muitas vezes, o empurrãozinho que faltava para despertar o interesse pelos livros.

No entanto, tudo que é novidade costuma gerar dúvidas. Ainda não teve a oportunidade de conhecer os booktubers? Já conhece esta nova vertente de produtores de vídeos e tem o desejo de se informar mais sobre o assunto? Continue a leitura!

No post de hoje, lhe apresentaremos um pouco sobre o trabalho dos booktubers, mostrando o quanto ele pode contribuir e servir de estímulo para que seu filho leia mais. Acompanhe!

1. Conhecendo o mundo dos livros

Uma pessoa que se diz avessa à leitura, geralmente, ainda não encontrou o seu livro ideal. Parece que o hábito de ler, muitas vezes, depende de acharmos o primeiro livro, aquele que desejamos que nunca termine e que despertará a vontade de nos tornarmos leitores assíduos e de procurarmos, cada vez mais, novas narrativas.

Para as crianças, então, isso é ainda mais verdadeiro. Tudo parece ser mais interessante do que sentar por uma ou duas horas observando uma folha de papel escrita — até que a magia acontece e aquele livro é encontrado. Essa descoberta se dá quase que por acidente. Certamente, você já teve alguém que tentou lhe “impor” a leitura da obra “a”, “b” ou “c”, mas simplesmente não deu certo, não é mesmo?

Um dos motivos pelos quais o trabalho dos booktubers é relevante ocorre nesse contexto. Eles falam sobre suas experiências de leitura de maneira leve, informal e descontraída, transmitindo para o espectador um pouco da sensação que o livro oferece, sem gerar nele nenhum tipo de obrigação.

Muitos vídeos abordam listas de livros comentadas e sugestões de leitura, que, associadas à linguagem adequada, tornam a passagem do vídeo para o livro algo muito natural, guiada pela própria curiosidade daquele que assiste. Lembrando que a curiosidade, para crianças e adolescentes, é um motor poderoso.

2. Compartilhando experiências

Infelizmente, o brasileiro não é um povo conhecido pelo hábito de ler. Pesquisas indicam que 7 em cada 10 brasileiros não leem sequer um livro por ano, fato que pode tornar a leitura um hábito um tanto quanto solitário.

Quando terminamos um livro, e até mesmo no seu desenrolar, queremos compartilhar nossas experiências, dizer que desvendamos o mistério antes do apagar das luzes, que rimos feito loucos quando a personagem encontrou um certo sujeito, que gostamos, não gostamos, amamos ou odiamos o livro. Esse desejo é, de certa maneira, nossa busca natural por pessoas com gostos e interesses em comum. Isso, inclusive, serve como uma motivação para manter o prazer pela leitura.

Sendo assim, um outro aspecto relevante do trabalho dos booktubers é o fato de que se formam pequenas comunidades em seu entorno. Dessa forma, não só aqueles que estão no vídeo compartilham suas experiências: também as caixas de comentários se tornam uma tribuna para os espectadores/leitores se manifestarem e iniciarem discussões.

O mais interessante é que, porque as pessoas convivem com um interesse comum, longe de discussões políticas, religiosas, filosóficas ou futebolísticas, o meio é sadio e focado apenas no compartilhamento de experiências.

3. Desenvolvendo o senso crítico

Um dos fatores que contribuem para a formação do senso crítico é a capacidade de compreender várias perspectivas sobre um mesmo assunto. O sujeito que está no lado “a” da ponte enxerga algo um pouco diferente daquilo que vemos do lado “b”. Sobre alguns pontos há concordância, sobre outros, há distinções — é assim que surge o senso crítico.

Os booktubers incentivam o surgimento do senso crítico não só porque eles mesmos criam conteúdo debatendo os livros, mas, principalmente, devido ao ambiente de interação que se forma. Tal ambiente de ideias, composto de pessoas interessadas em compartilhar suas experiências, pode dar uma grande contribuição para o desenvolvimento do senso crítico das crianças e adolescentes quando aliado ao próprio hábito de leitura.

4. Encontrando o conteúdo adequado

Um dos motivos para o grande sucesso do Youtube — plataforma de vídeo que conta com mais de um bilhão de usuários — é o poder de escolha que ele dá para produtores e consumidores de vídeos.

Os youtubers (produtores de vídeos) são livres para abordar uma ampla variedade de assuntos, criando diversos segmentos de vídeo dentro da plataforma. E os consumidores, por sua vez, podem montar sua própria programação para assistir quando e onde bem entenderem.

Essa liberdade, em um primeiro momento, pode deixar os pais preocupados, uma vez que eles buscam o melhor desenvolvimento de seus filhos, bem como sua proteção contra conteúdos impróprios. Nesse sentido, um fato relevante a ser destacado é o de que existem diferentes produtores: uns falam sobre Harry Potter, e outros, sobre Guerra e Paz, por exemplo.

Por isso, ao realizar uma pesquisa e assistir a alguns vídeos, facilmente você encontrará um conteúdo apropriado para a idade do seu filho, nem muito avançado, nem muito atrasado, mas, sim, na medida certa — já que muitos booktubers orientam seus vídeos para o público infantojuvenil.

5. Criando hábitos em comum

Um último ponto a ser mencionado sobre os booktubers é que você também vai gostar deles. Falar sobre livros, ainda que direcionados aos menores, é algo que sempre desperta a nossa curiosidade, independentemente da idade. Logo, com o passar do tempo, é muito provável que você e seu filho compartilhem do hábito de assistir aos booktubers, tendo um ótimo assunto para conversar.

Com os booktubers, seu filho conhecerá, de maneira divertida, os livros mais vendidos do ano, quais são destinados aos leitores de histórias sobrenaturais e fantasia, quais os ideais para quem prefere romance e qual é o mais aclamado pelo público de Sci-Fi, por exemplo.

Agora que você já conhece o fascinante universo dos booktubers, que tal navegar um pouco mais no blog e conferir como a gamificação vai garantir que seu filho faça a lição de casa?

Nenhum comentário

*

Edições Impressas

E você? O que pensa?

Busca por Data

março 2017
S T Q Q S S D
« fev    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

ENQUETE DA SEMANA

Quantas horas por dia você passa na internet?

TV Joca

Apoio