ciencia

China apresenta réplica de sua futura estação espacial

9 de novembro de 2018 Nenhum comentário

Pesando aproximadamente 60 toneladas, a estação é equipada com painéis solares. Foto: Getty Images.

Uma réplica (cópia) da primeira estação espacial chinesa foi apresentada na Feira Aeronáutica e Aeroespacial, realizada na cidade de Zhuhai, no sul do país, em 6 de outubro.

A estação deve ser lançada ao espaço a partir de 2022 e será a única após a retirada da já existente Estação Espacial Internacional (ISS). A ISS partiu em 1998, construída e administrada pelas agências espaciais dos Estados Unidos, Europa, Japão, Canadá e Rússia.

O objetivo da China é utilizar a estação espacial para os mesmos fins que a ISS foi lançada: realizar pesquisas e produzir tecnologias.

A Estação Espacial Chinesa (CSS) também pode ser chamada de “Tiangong” e é dividida em três partes: um complexo principal com cerca de 17 metros de comprimento, onde os tripulantes devem morar e trabalhar, e dois anexos para experiências científicas.

Ela pesa aproximadamente 60 toneladas, tem painéis solares e será equipada com um telescópio que terá uma resolução tão alta quanto o Telescópio Espacial Hubble possui. A expectativa de vida da estação é estimada em dez anos. Três astronautas poderão viver nela.

A China anunciou que a estrutura estará aberta a todos os países para que experimentos científicos sejam realizados. Inclusive, universidades e empresas públicas e privadas já foram convidados a apresentarem projetos, que passarão por um processo de seleção.

Nenhum comentário

Edições Impressas

Busca por Data

novembro 2018
S T Q Q S S D
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

ENQUETE

Como melhorar a seca no Semiárido do Brasil?

TV Joca

Apoio