para-pais

É possível controlar crianças e adolescentes nas redes sociais?

23 de fevereiro de 2017 Nenhum comentário

 

Atualmente, é cada vez mais comum ver crianças e adolescentes utilizando as redes sociais para fazer trabalhos escolares, postar vídeos, fotos e tuítes, compartilhar experiências e interagir com amigos. Indiscutivelmente, a internet tem sido o meio mais utilizado pelos jovens para acessar e divulgar informações.

Débora, 40 anos, é mãe de um lindo casal — a menina tem 12 anos e o garoto tem 14. Ambos são bem ativos e inteligentes, e, como as outras crianças e adolescentes da mesma idade, já são superapegados ao mundo digital.

Débora estimula a utilização das redes, mas tem medo que o uso excessivo cause problemas, tanto sociais quanto cognitivos, nas crianças. Além disso, ela quer saber se é possível e/ou recomendado para uma mãe como ela, com a vida muito agitada e com pouco tempo disponível, limitar o uso que os seus filhos fazem da internet.

Identificou-se com o perfil da Débora?

No post de hoje, iremos discutir crianças e adolescentes nas redes sociais e o que os pais podem fazer a respeito, tanto para estimular o uso adequado quanto para mostrar outras formas de aquisição de conhecimento e de um bom convívio social. Confira!

COMO ANDA O USO DAS REDES SOCIAIS?

A expansão e a popularização da internet e das redes sociais mudaram drasticamente a forma como as crianças e os adolescentes se relacionam com o mundo.

As redes tornaram a comunicação mais rápida e instantânea, o acesso à informação mais vasto e a formação de novos laços sociais mais fácil. No entanto, as redes sociais trouxeram diversas consequências negativas.

A seguir, listaremos os malefícios e os benefícios das redes sociais para as crianças e os adolescentes de forma a ajudar os pais, como a Débora, a aconselharem os seus filhos.

QUAIS SÃO OS MALEFÍCIOS DO USO DAS REDES SOCIAIS PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES?

Malefícios cognitivos

A internet e, principalmente, as redes sociais propiciam a dispersão e a desconcentração cognitiva.

Estar conectado a vários sites diferentes simultaneamente, postar conteúdos no Twitter, no Instagram e no Facebook, e ouvir música ao mesmo tempo em que se assiste a um vídeo são atividades comuns de muitas crianças e adolescentes nas plataformas digitais.

No entanto, esse tipo de comportamento favorece a distração e dificulta a concentração em momentos em que a criança precisa focar a atenção em alguma atividade importante como, por exemplo, estudar para uma prova.

Não é à toa que casos de distúrbio de atenção e hiperatividade tenham crescido tanto nos últimos anos entre crianças e adolescentes. Além disso, ficar muito tempo na frente do computador leva os jovens ao sedentarismo.

Malefícios sociais

O uso excessivo de redes socais pode levar a surtos de depressão e de ansiedade.

Como as pessoas costumam postar e mostrar só os seus momentos e experiências positivos na rede, a criança pode começar a achar que a sua vida não é boa o suficiente, levando a comparações descabidas e a sentimentos de inferioridade e de solidão.

Outro grande problema do mundo digital é o cyberbulliyng. Crianças e adolescentes são vítimas constantes desse tipo de perseguição online.

Malefícios informacionais

Os filtros na internet são diferentes dos filtros de outras mídias e formas de publicação — jornais, revistas e livros.

As redes são muito abertas a todo tipo de postagem, fazendo com que muito do que circule nas suas páginas seja falso, sem qualquer embasamento na realidade.

Sem um devido aconselhamento, as crianças podem ter dificuldades para discernir fatos, fantasias e suposições.

QUAIS SÃO AS VANTAGENS DO USO DAS REDES POR CRIANÇAS E ADOLESCENTES? 

Vantagens cognitivas

As redes sociais estimulam o desenvolvimento cognitivo das crianças e adolescentes, possibilitando a criação de novas conexões cerebrais, ao expor os usuários a jogos que demandam o uso da lógica, a desafios que estimulam o raciocínio numérico e espacial e a charadas que promovem a aquisição de novos termos.

O QI médio das pessoas tem aumentado de forma contínua e gradual. Com a exposição das crianças e adolescentes à internet, esse efeito tende a aumentar.

Vantagens sociais

As redes proporcionam uma possibilidade enorme de socialização. É possível conhecer pessoas do mundo todo por meio da internet.

Além disso, a criança pode encontrar grupos de amigos que compartilham os mesmos valores e ideias, reencontrar pessoas e parentes afastados.

Vantagens informacionais

Hoje, é possível saber e aprender de tudo na internet. São postados diariamente nas redes sociais tutoriais, cursos online, atlas e mapas interativos e documentários. Muitas vezes, eles são de graça ou com um preço bem acessível.

COMO, ENTÃO, CONTROLAR AS CRIANÇAS E OS ADOLESCENTES NAS REDES SOCIAIS? 

Percebeu que existem vantagens e desvantagens quando o assunto é crianças e adolescentes usando redes sociais?

Nesse cenário, a primeira coisa a ser evitada pelos pais é tentar proibir que os filhos utilizem as redes sociais. A internet já faz parte do dia a dia da sociedade, então não faz sentido ignorá-la e bani-la completamente.

Em vez da proibição, os pais devem conversar com os seus filhos, mostrando as vantagens e as desvantagens do mundo virtual com foco no desenvolvimento da autonomia e do senso crítico, além de instigá-los a se perguntarem por que, quando e como estão utilizando as redes.

Devem, também, sempre estimulá-los a conferir se uma informação veiculada é verdadeira ou não, checando em outras fontes. Além disso, é recomendável aos pais perguntarem aos filhos o que eles viram e leram na internet, estimulando a narração de relatos, o diálogo entre ambos e a autorreflexão dos mais jovens.

Não proibir, no entanto, não significa não fiscalizar. É imprescindível que os pais saibam quem são os amigos dos seus filhos e com quais conteúdos estes têm contato. Existem vários softwares que podem ser usados para filtrar conteúdos e monitorar as atividades diárias dos usuários.

Ainda, os pais têm que mostrar aos seus filhos que o mundo não é só feito da internet e das redes sociais, mas que há inúmeras formas de adquirir conhecimento e de interagir com as outras pessoas. As telas dos computadores e dos celulares são apenas umas das janelas para se olhar para o mundo.

Uma das melhores maneiras de se conhecer mais sobre a realidade é por meio da leitura de livros. Títulos bons para crianças e adolescentes não faltam no mercado. Alguns exemplos incluem Um dia, um Rio, de Leo Cunha e André Neves, Mariana, de Ana Rapha Nunes, Diálogos interessantíssimos e Brasil de fio a pavio, de Gilles Eduar, entre outros.

Ademais, é interessante que os pais incentivem a leitura de jornais e de revistas, passeios em zoológicos e parques ecológicos, e visitas a museus, bibliotecas e concertos musicais, tudo isso com foco no empoderamento da criança.

E nunca se esqueça que o aprendizado também se dá por meio de exemplo — os pais devem evitar exagerar no uso dos dispositivos, especialmente na frente dos filhos.

Quer saber mais sobre crianças e adolescentes nas redes sociais? Acompanhe-nos no Facebook e no Instagram e fique atento às novidades!

Nenhum comentário

Edições Impressas

Busca por Data

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

ENQUETE DA SEMANA

A matéria de capa da edição 105 fala sobre o aumento no nível de CO2 na atmosfera. Você acha que conseguiremos frear o aquecimento global?

TV Joca

Apoio