brasil

Continua greve dos caminhoneiros

28 de Maio de 2018 27 comentários

Um grupo de motoristas de guincho protesta em Brasília pela redução do valor do diesel

Caminhoneiros seguem bloqueando rodovias federais em todo o país. O principal motivo da paralisação é a alta do diesel, usado para abastecer os caminhões. O Governo Federal atendeu a maior parte dos pedidos dos caminhoneiros, mas a paralisação continua.

Neste domingo, o presidente Michel Temer anunciou a redução do valor do óleo em 46 centavos por 60 dias. O governo também atendeu a outros pedidos dos caminhoneiros, como o desconto no pagamento de pedágio quando o caminhão está sem cargas e a criação de um preço mínimo para o valor pago pelo transporte de cargas (frete). As medidas trarão uma despesa de 9,5 bilhões de reais ao ano para o governo, que estuda aumentar impostos para pagar a conta.

A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), uma das representantes desses trabalhadores, confirmou a assinatura do acordo para acabar com a greve dos caminhoneiros autônomos. “A Abcam considera o acordo assinado uma vitória, já que o anterior previa uma redução de apenas 10% por apenas 30 dias”, afirmou a entidade em comunicado.

A proposta anterior, não aceita pelos manifestantes, estabelecia a metade do desconto pela metade do tempo: diminuição de 23 centavos no litro do diesel válida por um mês.

Apesar do acordo atual, alguns caminhoneiros seguem insatisfeitos com as propostas e as manifestações são mantidas pelo país, que tem serviços afetados pela greve. Alguns dizem que só vão deixar a greve quando o desconto proposto pelo governo começar a valer nos postos de combustível, outros defendem que a redução é insuficiente. Entenda:

Como começou a greve? O governo foi avisado?
Os manifestantes afirmam que enviaram ao governo um pedido para negociar o preço do diesel, mas não obtiveram resposta. A paralisação é uma forma de pressionar o governo.

Em protesto, caminhoneiros pede o fim dos impostos que incidem sobre o diesel

Qual o motivo da greve?
A falta de diálogo com o governo e o alto custo do diesel. O preço representa quase metade (42%) dos custos da viagem e o aumento tornaria inviável o transporte de mercadorias, segundo os caminhoneiros.

Por quê o diesel aumentou?
A alta é consequência da mudança da política de preços da Petrobras. A empresa nacional de petróleo começou a repassar ao consumidor brasileiro a variação do preço no mercado internacional em julho de 2017. O valor subiu de 1,50 reais para 2,34 desde então.

O que os caminhoneiros pedem?
Que a redução dos impostos sobre o diesel vire lei. A Câmara dos Deputados aprovou o fim dos impostos PIS/Cofins, que representam 12% do preço do diesel. A medida ainda tem que ser aprovada pelo Senado, mas ainda não há uma data para que isso aconteça.

Apenas os caminhoneiros participam do movimento?
O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, disse que há indícios de que a greve seja apoiada por empresários, com objetivo de manterem o lucro do seu negócio. Conhecida como “locaute”, a participação das empresas em greves de trabalhadores é considerada crime no Brasil. A Polícia Federal investigará a acusação.

Brasilienses enfrentam até 4 km de filas para abastecer em posto de combustíveis

Por quê a greve afeta os brasileiros?
Hoje, 90% dos passageiros e 60% da carga deslocada no Brasil são movimentados por rodovias. Ao paralisar as estradas, a greve interferiu em diversos serviços.

Quais são esses serviços afetados?
A greve afeta o abastecimento de combustível em postos e aeroportos e de alimentos em supermercados. Milhares de litros de leites foram jogados fora. Hospitais e farmácias estão sem alguns medicamentos e vacinas. A coleta de lixo e o transporte público também estão prejudicados. Universidades e escolas públicas em diversas cidades cancelaram suas aulas. Os Correios suspenderam alguns tipos de entregas rápidas. Montadoras de automóveis e fábricas de papel interromperam suas produções.

Quanto tempo vai demorar para que os serviços voltem ao normal?
A oferta de combustíveis nos postos pode levar até uma semana para ser normalizada depois que a greve acabar. Já o abastecimento de carne pode demorar até dois meses para se normalizar.

Quem mais aderiu à greve?
O Sindicato dos Estivadores do Porto de Santos (SP), o maior do Brasil, além de motoristas de vans e transportes escolares. Motoboys e taxistas estudam a possibilidade de paralisação.
Petroleiros decidiram entrar em greve por 72 horas a partir de quarta-feira (30). Eles pedem a redução dos preços de gás de cozinha e combustíveis e a saída de Pedro Parente da presidência da Petrobras.

27 comentários

  1. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Os meus tios e avõ foram no carrefur e voltaram reclamando que os preços eram muitos caros e ficaram muito bravos.
    Eu estou com medo com a situação que esta aconteçendo espero que arrumen isso 😉 Gustavo Henrique de Oliveira

  2. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Meu pai foi no mercado lops e chegou lá o meu pai ficou assustado com os preços das verduras e quando o meu pai chegou em casa contou para todas as famílias .

    Nos estamos muito assustados.

    JOÃO PEDRO

    RIAN SALUSTIANO DA SILVA

  3. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Acho isso um absurdo! Sem os caminhoneiros não temos mercadorias, o preço dos alimentos estão um absurdo…
    Eu acho que sem os caminhoneiros nós praticamente não vivemos porque eles trazem comidas que nós comemos,eles trazem remédios,petróleo etc….

    Fernanda
    Beatriz Silva 5º E

  4. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Eu não sou contra a paralisação , mas acho que os caminhoneiros deviam liberar os Ônibus que transportam os idosos , carros de passeio e os caminhões que precisam levar os medicamentos aos hospitais. Minha família viu uma reportagem , que os caminhões de medicamentos não conseguiam chegar aos hospitais para entregar os remédios. Gustavo Alves

  5. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    MARCOS eu espero que parem de aumentar o preço dos mercados,gasolinas e gaz poz muitas familias precisam para ir para escola,hospitais estou preocupado pois eu tenho que tomar a vacina da gripe e se eu não tomar eu vou ficar doente por muito tempo 5°ANO E

  6. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Nos achamos um abisurdo oque o governo esta fazendo. Na nossa opnião oque eles estao fazendo não vao prejudicar não só, os caminhoneiros mas também agente,a comida,os animais,etc…
    Nos achamos também que o governo só pensa neles porque se não eles iam liberar o que os caminhoneiros estão pedindo desde o primeiro dia da greve.
    ANA CLARA E NATALIE 5ºE

  7. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Nossos pais foram no supermercado e voltaram assustado com os preços pois esta ficando tudo vazio as prateleiras de comidas e estamos preocupados com a situação do nosso país,para não ficarmos como na Venezuela sem comida.

    GRACIELLY E ANA BEATRIZ 5°E.

  8. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    OS PREÇOS DAS COMIDAS ESTÃO MUITO CARO.
    ESTAMOS ASSUSTADOS COM O PREÇO .

    MEU NOME É MARIA E JULIA

    DO 5°ANO E

  9. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Minha mãe foi ao lopes e me falou que não tinha nada uma pessoa pode levar uma caixa de leite,uma pesa de carne ,uma caixa de chocolate,um saco de suco tang, um refrigerante. Bom eu não vejo a hora da greve acabar, se for o Brasil vai virar venezuela.

    meu nome e ;Eduardo da silva 5°E.

  10. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Os meus pais foram ao mercado e a cebola estava R$ 10,50 um absurdo :0

    Pietro Souza Roberto

  11. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Eu concordo com a paralisação dos caminhoneiros #somos todos caminhoneiros 🙂

  12. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Fui na feira e os preços estavam absurdos !

  13. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    A minha mãe e meu pai foram no mercado e viram os preços dos alimentos e bebidas que estava um absurdo, e também foram em uma farmácia e estava faltando muitos medicamentos e esta faltando gasolina em muitos postos e em alguns tinham gasolina mais o preço estava também um absurdo e isso pode prejudicar muitas pessoas nos trabalhos principalmente como bombeiros polícia e etc…

    Grazielle C. e Stephany D.

  14. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Eu estou muito triste no que ta acontecendo no Brasil com essa falta de diesel 🙁

    MARIA EDUARDA RAFANELLI TOMAZ

  15. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Fui na feira e os preços estavam absurdos !
    Maria Eduarda e Geovanna

  16. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Eu concordo com a paralisação dos caminhoneiros
    #somostodoscaminhoneiros

    Guilherme Romão

  17. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Estou com medo desta crise não para por que se ficar assim não vai mais ter comida nos mercados não vai mais ter remédios nas farmácias e o país iria ficar completamente paralisado

    Isabela Censi de Souza Monteiro

  18. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Achamos, Isso Errado e Certo Porque Sem Caminhoneiros Não Conseguimos Alimento,Gasolina Etc… e Nós Achamos Isso Certo Porque Com Os Aumentos Dos Impostos Fica Difícil Para Comprar Gasolina,Comida e Etc…

    Enzo e Kayky 5°C

  19. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Queremos que o prefeito aceite o preço do caminhoneiros,e é uma situação muito difícil 🙁
    Raquel e Higlêssia

  20. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    MINHA MÃE TINHA QUE VIAJAR A DOIS DIAS A TRABALHO,PARA CURITIBA E NÃO CONSEGUIU POR CAUSA DA GASOLINA , ELA IRIA IR DE CARRO MAS NÃO TINHA GASOLINA PARA ABASTECER O CARRO,AI ELA FOI ATÉ A RODOVIARIA PARA IR DE ONIBUS E NÃO TINHA PASSAGEM.
    NITCHELLY 5°D

  21. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Eu acho que essa greve esta piorando as coisas,porque o Brasil já não estava bom sem greve e agora que a greve chegou ficou pior.

    Caio Ferrer
    e
    Felipe Proença

  22. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    Eu quero que essa situação melhore logo logo.
    kauã

  23. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    .EU EDUARDO E MEU AMIGO PEDRO ESTAMOS INDIGNADOS MINHA VÓ FOI NA FEIRA O QUIABO ESTAVA 20 REAIS ELES FORAM EMBORA SEM NADA NA SACOLA ELA FICOU SEM NADA NO ARMÁRIO DE VERDURAS.

  24. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    ENAIRA E Beatriz

    Nós achamos um absurdo essa greve dos caminhões os desperdício de leite.

  25. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    LARA E GENIFFER: NOS CONCORDAMOS COM ELES MESMO SENDO CRIANÇAS OS PRESOS ESTÁO MUITO CAROS NÃO SÃO Sò COMBUSTIVEIS E SIM TAMBÈM ALIMENTOS, REMEDIOS E 46 CENTAVOS E MUITO POUCO PARA OS PRESSOS PODERIA SER PARA SEMPRE MAS INFELIZMNENTE È POR 60 DIAS E ACHAMOS QUE MICHEL TEMMER TEM QUE COMPRIR O QUE QUE ELE PROMETEU ESPERO QUE ANO QUE VEM ELE MELHORE SE O POVO AINDA ACREDITAR NELE.

  26. EMEF Prof. Laerte José dos Santos says:

    ISABELLE E YASMIN ALEM DO PREÇO DO DIESEL E DA GASOLINA ESTAREM ABSURDOS .Nos vimos em uma reportagem que o combustivel estava totalmente adulterado . os preços do mercado estavam com um preço absurdo .espero que a situação do Brasil melhore e todos os mercados que nos irmos esta com um preço totalmente absurdo.Esperamos que o Brasil melhore.

  27. Henrique Tanigawa Guimarães says:

    eu já estou quase sem gasolina. minha avó tentou abastecer o seu carro e na sua vez acabou o combustivel kkkk

Edições Impressas

Busca por Data

setembro 2018
S T Q Q S S D
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

ENQUETE

Você é a favor do uso de uniformes nas escolas?

TV Joca

Apoio