mundo

Havaí proíbe protetores solares que fazem mal ao meio ambiente

5 de julho de 2018 Nenhum comentário

O estado proibiu substâncias que prejudicam os corais e a vida marinha local.

O governador do Havaí David Ige assinou, no dia 4 de julho, uma lei que proíbe o uso de certos protetores solares no Havaí, estado norte-americano. Citando pesquisas científicas, David Ige defende que marcas do produto contêm substâncias químicas que prejudicam a vida marinha havaiana, principalmente seus recifes de corais.

Os corais dão abrigo e alimento a maior parte dos peixes e outros animais do mar. A oxibenzona e o octinoxato, substâncias presentes nos filtros solares, prejudicam os corais, ao alterar sua cor por exemplo. Esses químicos também estão presentes em protetores labiais e alguns produtos de maquiagem.

A nova lei começa a valer daqui a quase três anos, no dia 1º de janeiro de 2021. Muitos comerciantes e empresas da região questionaram a decisão e o governo local respondeu aos protestos com dados científicos. O principal argumento é um estudo realizado pelo Laboratório Ambiental Haereticus, uma ONG (Organização Não Governamental), que comprovou os danos dos compostos químicos aos corais e serviu como base para a criação da lei.

Outros lugares que também baniram protetores solares

O Havaí não foi o primeiro a se preocupar com os danos causados por protetores solares. A ilha de Bonaire, no Caribe, proibiu o uso desses produtos em maio deste ano.

Algumas organizações, como a ONG Surfrider Foundation, que protege mares e oceanos da poluição, estão propondo essa proibição para o governo de outros estados americanos, como a Califórnia e a Flórida.

Como usar filtros solares agora?

Há algumas marcas de protetor solar que já não incluíam essas substâncias tóxicas em sua composição antes mesmo da lei ser criada. Elas estão aproveitando a nova regra para deixar bem claro em suas propagandas que seus produtos não são prejudiciais ao meio ambiente.

As demais marcas deverão se reformular e lançar novas versões de seus produtos atendendo à nova lei. O uso de protetores solares que contenham as substâncias proibidas só será autorizado se um médico considerar o produto essencial para a saúde de um paciente.

Outras maneiras de se proteger do Sol

O protetor solar tradicional é muito importante, mas não é o único recurso que você pode usar para se proteger. Confira outras maneiras de aproveitar o sol com segurança:

Evite os horários de pico do sol. Prefira se expor à luz solar no comecinho da manhã ou no fim da tarde. Por volta do meio-dia é quando o sol está mais forte e é mais fácil se queimar.
Use óculos escuros. Esse acessório é uma proteção contra os raios ultravioletas (UV), que podem prejudicar os olhos.
Beba água. Se manter hidratado na praia, no parque ou na piscina é muito importante, já que a exposição contínua ao sol pode causar desidratação.
Use roupas. Parece simples, mas usar bonés, bermudas e camisetas que cubram algumas áreas do corpo como os ombros e o rosto é essencial para evitar queimaduras sérias.
Procure uma sombra. Evite a exposição direta ao sol, ficando embaixo de um guarda-sol ou uma árvore, por exemplo.
Considere alternativas naturais. Há muitos ingredientes não industrializados que contêm FPS (Fator de Proteção Solar), como por exemplo o óleo de coco, de amêndoas ou de buriti. Diferentes elementos podem proteger mais ou menos e podem ou não ser combinados. Vale a pena pesquisar e consultar um dermatologista, especialista em proteção da pele, antes de usar alguma dessas alternativas.

Nenhum comentário

Edições Impressas

Busca por Data

novembro 2018
S T Q Q S S D
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

ENQUETE

Como melhorar a seca no Semiárido do Brasil?

TV Joca

Apoio