entrevistas

“Não desista dos seus sonhos”

16 de Maio de 2018 Nenhum comentário

 

Quem vê Veronica Silva sorridente não imagina as dificuldades que ela superou

Os leitores Clara e Raí, de 10 anos, e Paola, de 11 anos, alunos da E. E. Professora Adalgiza Segurado da Silveira (SP), entrevistaram Veronica Silva, de 17 anos, para a seção Repórter Mirim da Edição 112 do Jornal Joca.

Quem conhece a simpática e sorridente Veronica Silva, de 17 anos, não imagina as dificuldades que ela já superou. Aos 12 anos, a garota, que vive em São Paulo, descobriu que estava com câncer no ovário e teve que começar um tratamento intenso contra a doença.

Durante três anos, ela precisou ir ao hospital todos os dias. Nesse período difícil de recuperação, Veronica tinha um sonho: ter um dia de princesa. Então, enviou uma carta à Make-A-Wish, fundação norte-americana com sede no Brasil que realiza sonhos de crianças e jovens com doenças graves.

Quando completou 14 anos, Veronica teve seu desejo realizado. Hoje no ensino médio, ela está curada e tem um novo sonho: ser enfermeira. “Depois de tudo pelo que passei, quero cuidar dos outros, assim como cuidaram de mim.”

Confira essa história na entrevista que Veronica concedeu aos repórteres mirins.

Veronica Silva tira fotos no Jardim Botânico no seu dia de princesa: “Era o dia do meu aniversário”

Como foi seu dia de princesa?
Foi uma experiência muito boa. Era o dia do meu aniversário, e eu tinha me arrumado para ir à escola. Perto da hora do intervalo, algumas pessoas entraram na minha sala e começaram a fazer filmagens. Disseram que estavam lá por causa da prova que faríamos naquele dia. Depois que elas saíram, as meninas do Make-A-Wish entraram e contaram que o meu sonho seria realizado naquele dia. Primeiro, fomos ao salão de beleza, onde eu fiz cabelo, manicure e maquiagem. Em seguida, partimos para o Jardim Botânico. Lá, fizemos piquenique, cantamos parabéns, comemos bolo e tiramos fotos para o meu book.

Por que você escolheu ter um dia de princesa?
Eu sonhava em fazer um book de fotos minhas, mas não tinha condições financeiras. Quando conheci a Make-A-Wish, pedi que a fundação realizasse esse sonho. Por causa da quimioterapia [tratamento dado a pessoas com câncer], meu cabelo caiu e fiquei careca. Esperei até que ele crescesse um pouco para pedir as fotos. Ficaram bem bonitas, estão guardadas em cima do meu guarda-roupa. Além disso, eu sempre gostei da ideia de “ser princesa”, tanto na ficção como na realidade.

Como você chegou até a Make-A-Wish?
Eu pedi à equipe do hospital que eu frequentava que mandasse uma carta à fundação. Nela, eu falava sobre o meu sonho. Depois, eles entraram em contato comigo, e os voluntários foram à minha casa. A partir daí, comecei a ficar ansiosa para ter o meu sonho realizado.

Ela sonhava em fazer um book de fotos, mas não tinha condições financeiras. Foi aí que conheceu a Make-A-Wish

Como você descobriu que estava com câncer?
Eu tinha 12 anos e comecei a sentir dores. Fui ao médico e descobri que estava com a doença. Fiquei muito abalada, meus amigos e familiares também. Passei três anos indo para o hospital diariamente. Acordava bem cedo, ia para lá e voltava para casa no fim do dia.

Como foi frequentar o hospital por tanto tempo?
Por um lado, foi bom, e, por outro, ruim. O bom é que eu conheci muitas pessoas. O ruim é que eu era obrigada a passar a maior parte do tempo lá.

Você teve que parar de estudar por causa da doença?
Sim, tive que ficar dois anos sem ir à escola. Passei os 12 e 13 anos fora da escola e voltei aos 14. Estudei por um tempo no hospital, tendo aula com as outras crianças que também estavam em tratamento. Eu gostava, até. Os professores eram atenciosos, e as matérias eram as mesmas – a escola mandava as provas e tarefas que tínhamos que fazer.

Quais são os seus planos para o futuro?
Estou no primeiro ano do ensino médio. Quero ser enfermeira. Depois de tudo pelo que passei, quero cuidar dos outros, assim como cuidaram de mim. Sonho em terminar a escola e entrar em uma boa faculdade.

Que conselhos você daria para as pessoas que enfrentam doenças?
Não desistam e não parem de correr atrás dos seus sonhos. Essa doença me ensinou a não deixar nada me abalar, por mais difícil que a situação seja. Além disso, aprendi a aproveitar cada dia da vida. Nós não sabemos se estaremos vivos amanhã.

Veronica Silva e a equipe de Make a Wish: já foram realizados quase 2 mil sonhos

Conheça a Make-A-Wish
Criada, nos Estados Unidos, em 1980, a fundação está presente em 38 países e realiza desejos de crianças que estão com doenças graves. Esse simples ato ajuda as crianças doentes a se tornar mais confiantes. Segundo dados da organização, 89% dos pais observaram que os filhos ficaram mais dispostos depois de ter seus sonhos realizados, o que pode contribuir para uma melhora no quadro de saúde.

Na sede brasileira, inaugurada em 2008, já foram realizados quase 2 mil sonhos. Confira alguns:
– Rebecca, de 17 anos, conheceu a banda Imagine Dragons.
– Guilherme, de 10 anos, foi ao Beach Park, no Ceará.
– Kauan, de 14 anos, ganhou um PC Gamer para jogar e estudar.

Quer visitar a redação do Joca e ser o editor mirim convidado da próxima edição? Escreva para joca@magiadeler.com.br.

Nenhum comentário

Edições Impressas

Busca por Data

outubro 2018
S T Q Q S S D
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

ENQUETE

Você acha que o acordo de paz assinado pela Coreia do Norte e os Estados Unidos dará resultado?

TV Joca

Apoio