Ir para edições impressas para cego ver

Entrevistas

No Dia do Economista, saiba como funciona essa profissão

13 de agosto de 2019 Nenhum comentário

Especial sobre dia do Economista. Arte: Ana Beatriz Pádua

Você já teve que decidir se ia ou não comprar alguma coisa? Se a resposta for sim, é sinal de que já teve contato com algumas questões de economia. Isso porque, segundo a economista Eva da Silva Catela, 45 anos, essa atividade nos influencia em todas as ações. “Por exemplo: consumo mais ou poupo um pouco? Estudo ou trabalho? Trabalho ou vou me divertir? Todas essas decisões são decisões econômicas, porque elas determinam nosso bem-estar econômico no futuro”, explica. 

Eva Paula, economista da UFSC. Foto: Arquivo pessoal

Eva Catela, economista da UFSC. Foto: Arquivo pessoal

Além disso, se você acompanha as notícias de economia nos veículos de comunicação, talvez já tenha parado para pensar que quase tudo o que acontece na China, por exemplo, influencia o Brasil. A razão para isso é que os países vendem e compram produtos uns dos outros. Então, se acontece alguma mudança importante em um deles, essa relação muda. 

Como quase tudo influencia a economia, os profissionais deste setor, chamados economistas, precisam se dividir em várias áreas. Aproveite que em 13 de agosto é celebrado o Dia do Economista para saber mais sobre a importância desse trabalho. 

Como é o trabalho dos economistas?

Os economistas que trabalham em empresas, por exemplo, costumam calcular quanto custa para produzir cada produto que a companhia vende e determinar os preços. Eles também podem atuar nas bolsas de valores – espécies de “feiras” em que compradores e vendedores de produtos se reúnem. Mas, neste caso, os produtos são ações de empresas, ou seja, pedaços de quanto cada uma delas vale. Quando trabalham nessa área, os economistas analisam o valor das empresas.

Já o campo de atuação da economista Eva da Silva Catela inclui dar aulas, fazer pesquisas na área de economia e ajudar a administrar a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tudo começou quando ela era criança: “Passei toda a minha infância vivendo com muita inflação [quando o dinheiro perde o valor e as coisas ficam mais caras durante um período]. Eu pensava em jeitos como poupar desde pequena, tive curiosidade por esse processo. Acho que isso acabou influenciando”, comenta.

O interesse pelo assunto fez com que ela quisesse ter contato com a área. “É muito legal aprender como é definido o preço do seu brinquedo favorito, o porquê de os seus pais terem que trabalhar ou como podemos comprar com cartão de crédito”, diz a profissional.

Por isso, segundo ela, as crianças e jovens devem aprender mais sobre economia, especialmente sobre a importância de poupar e se planejar para o futuro.

Do que é preciso para se tornar economista?

No Brasil, é necessário fazer faculdade de economia. Geralmente, esse curso dura quatro anos, mas é possível trabalhar na área enquanto você estuda para adquirir experiência e entender como cada segmento da economia funciona. 

Nenhum comentário

Edições Impressas

Busca por Data

agosto 2019
S T Q Q S S D
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

ENQUETE

Qual é a sua seção preferida no Joca?

TV Joca

Apoio