brasil

O que você faria se fosse um juiz…

7 de novembro de 2017 Nenhum comentário

Pergunta: O que você faria se fosse um juiz e tivesse que julgar uma pessoa que roubou para benefício de sua família? Laura O., 10 anos. 

Reposta dos alunos do Colégio Iavne (SP)

Nós prenderíamos o homem. Não importa se a família dele estava precisando de dinheiro. Talvez  pessoa que ele roubou também estivesse passando por necessidade – Bertha D., 10 anos, Julie S., 10 anos, e Gabriella C., 10 anos.

Repostas dos alunos do Colégio Cristo Rei (SP)

Eu o levaria para a justiça, mas se fosse coisa mais grave, faria um boletim de ocorrência – Beatriz G.,9 anos

Eu diria que é muito errado fazer isso porque o criminoso só pensou nele. Se fosse eu, mandaria a pessoa devolver tudo o que roubou – Camila T.,10 anos

Primeiro saberia o motivo do roubo. Se fosse para o benefício da família dele, daria uma pena leve e o orientaria – Clara G., 9 anos

Eu não o prenderia, mas, se ele voltasse a roubar, eu o consideraria culpado – Daniel M., 9 anos

Eu o deixaria fugir, porque ficaria com pena da família – Diogo M., 10 anos

Eu entendo que ele estava tentando ajudar a família, mas há outras formas de resolver isso, como trabalhar em vários lugares, ficar mais tempo no trabalho… – Eduardo R., 10 anos

Eu o faria responder por todos os processos, mas não o prenderia. Daria uma nova chance, para que ele pudesse trabalhar e sustentar a família – Enrico N., 10 anos

Eu falaria que não é para fazer isso. Se está interessado em ajudar a família, deveria trabalhar e se esforçar muito – Giovanni M., 9 anos

Eu iria prendê-lo e falaria para não roubar mais, porque é errado – Heitor F., 10 anos 

Eu libertaria a pessoa se ela devolvesse o dinheiro. Além disso, procuraria um emprego para ela – Helena P., 9 anos

Eu mandaria ele pagar duas vezes mais impostos – Henrique S., 10 anos

Eu sei que ele fez uma coisa ruim, mas só o fez para manter a família. Então, não o prenderia – José Antônio, 9 anos

Eu iria prendê-lo, não importa se é para o bem, o que importa é que ele roubou e isso é crime – Julia R., 10 anos

Roubar não é correto. Se eu fosse o juiz, primeiro verificaria se o roubo causou grandes prejuízos para a vítima. Caso o prejuízo fosse pequeno, orientaria o criminoso a não cometer o mesmo crime – Luiza M., 11 anos

Eu diria que é errado roubar. Ele deveria pedir o que precisa para o governo – Mariana S., 9 anos

Apesar de ser errado o que ele fez, eu não o prenderia, porque ele só queria ajudar a família. Como juiz, eu decidiria que, quando ele tivesse dinheiro, teria que dar uma quantia para a vítima – Natália C., 9 anos

Eu faria uma investigação para saber se o depoimento dele era verdadeiro. Caso fosse, a pena seria de quatro meses de prisão. Se fosse mentira, a pena seria de 6 meses – Pedro H., 10 anos

Eu iria julgá-lo de acordo com a lei – Pedro V., 9 anos

Eu mandaria prendê-lo e diria para ele trabalhar – Verônica S., 9 anos

Eu daria uma pena de sete meses de prisão e liberdade condicional por quatro meses – Vinícius A., 9 anos

Roubar é crime, eu o prenderia. Tem muita gente desempregada que não rouba, que está vivendo de um jeito honesto – Vitória M., 10 anos

Roubar é crime, seja para matar a fome ou para ficar rico. Mas a punição poderia ser diferente para cada um – Yuri P., 9 anos

Eu julgaria como se essa pessoa não tivesse roubado para beneficiar a família. Ela deve ser julgada apenas pelo fato de ter roubado. – Sofia C., 9 anos

Nenhum comentário

Edições Impressas

E você? O que pensa?

Busca por Data

novembro 2017
S T Q Q S S D
« out    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

ENQUETE DA SEMANA

A matéria de capa da edição 105 fala sobre o aumento no nível de CO2 na atmosfera. Você acha que conseguiremos frear o aquecimento global?

TV Joca

Apoio