para-pais

Qual é a importância de um jornal para jovens e crianças nas escolas?

7 de dezembro de 2016 3 comentários

Apreciado por pais e escolas em países europeus como a França, o jornal infantil começa a ganhar espaço entre o público brasileiro e chega para mostrar que essa forma de leitura não é algo somente para “gente grande”.

Muito além de explorar a fantasia e a imaginação, essa publicação voltada para o jovem leitor torna-se, cada vez mais, um importante aliado da literatura infantil e juvenil no processo de alfabetização, interpretação e conhecimento acerca do mundo.

Seja trabalhada nas escolas ou no hábito cotidiano das famílias, a leitura de jornais e revistas pode inserir crianças e jovens no contexto atual, além de estimular o sentimento de pertencimento social já nas primeiras fases da vida. Neste artigo, você vai entender a importância de um jornal direcionado ao público infantojuvenil, bem como a sua utilidade nas escolas. Acompanhe!

Linguagem acessível ao universo infantojuvenil

Foi-se o tempo em que o conteúdo direcionado à crianças e jovens era relacionado à quantidade de imagens e “coisas escritas” no papel. Muitas vezes, pode ocorrer uma certa noção de que publicações voltadas para crianças devem ter pouco texto e muitas ilustrações. Porém, cada vez mais, observa-se que diferentes temáticas podem ser trabalhadas por meio de uma linguagem acessível e direcionada aos pequenos.

Com o auxílio de projetos gráficos atrativos, essa forma de publicação busca oferecer a compreensão do conteúdo, a fim de que crianças e jovens possam construir com fluidez, o seu próprio entendimento sobre o que foi lido.

Além disso, ao trazer reportagens, artigos e notícias sobre ciência, tecnologia, esportes, finanças entre outros temas, o jornal infantil introduz diferentes gêneros textuais ao hábito dos jovens leitores em formação.

Estímulo à formação do jovem leitor

Ainda que a exigência da leitura e da escrita aconteça no período de alfabetização após a educação infantil, desde a primeira infância a criança tem acesso à linguagem escrita em seu cotidiano, seja por meio da televisão, na caixa do brinquedo, em capas de livro e, até mesmo, ao explorarem as novas tecnologias, como tablets e smartphones.

Especialistas da área de educação acreditam que a assimilação com a linguagem escrita está em toda parte e não há problema em iniciá-la já no final da primeira infância, fase em que a criança está em investigação do espaço, das cores, das formas e, claro, das palavras, letras e seus sons.

Durante a escolarização, o jornal infantil também se torna um diferencial na sala de aula. Muitos professores costumam trabalhar com recortes de jornais da imprensa tradicional, o que tende a criar certo distanciamento entre o leitor e o texto jornalístico, devido à linguagem e compreensão do gênero.

Já com a publicação especializada, o jovem leitor possui mais uma ferramenta de estímulo à escrita e à leitura crítica. O ideal é que, por meio desses periódicos, os pequenos também assimilem essa forma de leitura, buscando cadernos ou seções que mais os agradam, vendo as imagens, lendo os títulos e o início das reportagens para descobrirem quais assuntos despertam o interesse naquele momento.

Senso de responsabilidade e pertencimento

Assim como a literatura infantojuvenil, o jornal dedicado à crianças e jovens busca apresentar os problemas sociais, políticos e econômicos de forma acessível ao universo do leitor, respeitando cada etapa de compreensão, aprendizagem e interpretação nas diferentes fases da infância e da juventude.

Outra importante função dessa publicação é despertar o senso de responsabilidade e pertencimento da criança e do jovem com a realidade que ocorre no seu bairro, na sua cidade ou, até mesmo, no seu país.

Ao reconhecer-se como alguém que pertence à uma comunidade o jovem pode desenvolver, desde cedo, um maior comprometimento com o seu espaço, com intuito de promover atitudes conscientes e positivas tanto em casa quanto na escola, como não jogar lixo no chão ou evitar o desperdício de comida, por exemplo.

Conhecimento que vai além do livro didático

Como é sabido, a leitura é um dos meios mais importantes para chegar ao conhecimento. Por isso, além dos livros didáticos ou de entretenimento infantojuvenil, o jornal infantil pode ser introduzido não só como uma leitura extracurricular, mas como ferramenta de ensino em sala de aula.

Por ter periodicidade e atualização contínua, essa interessante forma de parceria entre escola, professor e jornal pode ser uma importante alternativa para o conhecimento acerca das atualidades e demais fatos que acontecem no Brasil e no mundo.

Indo além, o jornal direcionado ao público infantojuvenil propõe uma interatividade com os seus leitores como atividades de raciocínio ou, até mesmo, sugestão de pautas, matérias e entrevistas. Tal opção tende a estimular os alunos a desenvolverem a escrita e, também, formarem opinião sobre os diferentes temas abordados.

Jornal infantil como alternativa de conteúdo

Adotado em escolas de todo o Brasil, o Jornal Joca é o único periódico brasileiro dedicado ao público infantojuvenil. Desde 2011, oferece conteúdo relevante e valoriza a participação e a interatividade com o seu público leitor.

Com versão no meio impresso e digital, a publicação traz em suas edições entrevistas, notícias, reportagens e demais curiosidades sobre o universo de crianças e jovens em fase escolar. A assinatura pode ser realizada tanto por escolas quanto pelos pais, que desejarem receber o conteúdo da publicação quinzenal em casa.

Os conteúdos são apresentados por meio de textos, fotos e infográficos que buscam facilitar a compreensão dos pequenos leitores sem perder a informatividade e credibilidade. Para se ter uma ideia, a versão online do jornal é atualizada diariamente, o que mantém crianças, jovens, pais e professores com a informação sempre em dia.

Outro diferencial do Jornal Joca são as ferramentas de interação com o público, que pode sugerir pautas, enviar comentários e, até mesmo, criar a sua própria publicação, o que pode ser um bom companheiro de alunos e professores na sala de aula. Os professores possuem área de acesso exclusiva com vídeos, atividades e exercícios para aplicar em sala de aula.

Interessante, não é mesmo? Acesse a versão online do Joca e experimente todo o conteúdo dessa publicação que fala do mundo adulto de um jeito que a criança entende.

3 comentários

*

  1. BRASIL PRECISA LER MAIS: educação no país piorou, segundo o Pisa | says:

    […] mais sobre a importância da leitura de jornal na formação das crianças e jovens? Leia este artigo em nosso […]

  2. prof_villares says:

    Na nossa escola Henrique Dumont Villares, utilizamos o Jornal Joca diariamente como material didático, pois as crianças são apaixonadas pela leitura dos artigos e reportagens que são divulgadas quinzenalmente. È uma disputa acirrada quando o Jornal chega na escola, tanto o interesse dos alunos em ler, e se informar das novidades que este maravilhoso jornal traz.

    1. Joca says:

      Oi Professora!
      Que bom que seus alunos usam e gostam do Joca!
      Obrigada por comentar e ler o jornal!
      Por favor, fiquem à vontade para nos escrever sempre, sugerindo pautas, matérias, ideias…

Edições Impressas

Busca por Data

maio 2017
S T Q Q S S D
« abr    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

ENQUETE DA SEMANA

Você já sabe o que quer ser quando crescer?

TV Joca

Apoio