para-pais

Quer melhorar o vocabulário dos seus filhos? Tente essas 9 ideias

20 de abril de 2017 Nenhum comentário

Educar as crianças é uma tarefa diária, que exige dos pais muita dedicação, atenção e compromisso. Nesse contexto, um dos maiores desafios é ensinar e melhorar o vocabulário dos filhos. Mas você tem ideia de como fazer isso? Nós vamos te ajudar!

O vocabulário infantil pode parecer bastante limitado no começo, seja pela falta de diversidade de palavras nas conversas, como utilizar um mesmo substantivo para definir vários objetos, ou até mesmo pelo uso de “palavrões” em algumas situações.

Mas para o seu alívio existem algumas técnicas e atitudes simples que podem melhorar consideravelmente a fala e o diálogo dos pequenos, contribuindo para o constante aprendizado e crescimento deles.

Quer conhecer algumas dessas atitudes? Então, se prepare, porque separamos 9 dicas que vão potencializar o vocabulário dos seus filhos. Acompanhe!

1. Conte histórias fantásticas

As histórias, lendas e mitos fazem parte da nossa cultura há anos e estão presentes em todas as fases da nossa vida. Você, provavelmente, deve se lembrar de alguma história que a sua mãe ou avó contaram, não é mesmo? Por isso, essa pode ser uma excelente arma para prender a atenção dos pequenos e facilitar o aprendizado de novas palavras.

Contar histórias fantásticas para explicar fatos normais, que desafiam o que elas conhecem no mundo real, fará com que as crianças se sintam surpresas e exigirá um maior processamento do cérebro delas.

Dessa forma, a necessidade de analisar o que se encaixa ou não no mundo real pode contribuir para uma melhor assimilação das palavras e do contexto que você está explicando.

2. Coloque a criança em contato direto com a língua

Quando uma pessoa precisa aprender inglês é comum que ela tenha vontade e vá fazer intercâmbio em uma cidade cuja língua oficial é a inglesa. Isso acontece porque ela sabe que vai aprender mais se tiver uma imersão profunda com o novo idioma.

Com os pequenos, não é diferente. Nesse sentido, é preciso colocá-los em contato direto com a nossa língua, estimulando-os por meio de livros, programas televisivos adequados, joguinhos e interação com outras crianças.

Assim, o seu filho terá não somente a oportunidade de ouvir, mas também de colocar em prática os aprendizados.

3. Interprete as palavras

Assim como a interpretação dos atores nos prendem a uma novela ou a uma peça de teatro, a forma como você ensina e conta novas palavras às crianças também fará toda a diferença para ganhar a atenção delas.

Sendo assim, ao contar uma história, faça gestos, expressões, caras e bocas. Dessa maneira, o seu filho vai associar a palavra com a sua interpretação, o que pode facilitar o processo de aprendizado e assimilação.

4. Apresente jogos de palavras

A forma mais gostosa e divertida de aprender é brincando, concorda? Quando falamos sobre as crianças então, quanto mais descontraído for o processo de ensino, mais elas vão gostar.

Portanto, você pode criar vários jogos para incentivá-las a aprender, como fazer rimas e falar palavras que comecem com determinada letra, por exemplo. Vai ser uma dinâmica muito interessante para você e para os pequeninos.

5. Leia sempre para melhorar o vocabulário dos filhos

Sem dúvidas, a leitura é uma das formas de aprendizado mais eficientes. Mas, como as crianças pequenas ainda não conseguem ler por conta própria, é papel dos pais apresentar o fantástico mundo dos livros e das leituras para elas.

Para isso, reserve alguns minutos do dia e leia para o seu filho. Comece com livros mais simples, adequados para a idade deles e conte histórias leves e gostosas.

Dessa forma, aos poucos, eles entrarão em contato com várias palavras diferentes, que irão enriquecer o vocabulário deles.

6. Converse com o seu filho regularmente

Desde que estimuladas, as crianças costumam ser boas companhias, falantes e cheias de papo. Então, aproveite o interesse natural delas em saber e perguntar sobre tudo para bater papos com frequência com o seu filho.

Fale algumas curiosidades, explique dúvidas de forma bem didática, faça perguntas sobre as vontades e interesses dele.

Assim, você fará com que o seu filho desenvolva diálogos de forma natural e constante, fundamental para que ele possa não somente aprender novas palavras, mas também interagir com as pessoas e ampliar o seu círculo social.

7. Corrija erros com cuidado

O melhor momento para corrigir é sempre quando você e seu filho estiverem sozinhos. Isso vale para diversos aspectos do processo de educação, inclusive quando se trata de chamar atenção sobre o vocabulário. Dessa maneira, você evita que a criança fique constrangida e comece a se sentir tímida.

Além disso, não critique os erros. Pelo contrário, elogie e aplauda as tentativas, tenha paciência e não seja rígido ou grosseiro. Fazendo isso, você vai estimular a criança a continuar tentando até que ela acerte.

8. Evite falar “palavrões”

Especialmente nos primeiros anos de vida, as crianças costumam repetir tudo o que os adultos fazem e falam, mesmo sem ter consciência do significado e mesmo sem saber se aquilo é certo ou errado. É isso o que acontece com os “palavrões”.

Para ajudar com esse problema, evite soltar palavras de baixo calão perto delas, porque, se ouvirem, elas não pensarão duas vezes antes de repetir.

Além disso, se tiver alguém por perto que costuma xingar ou fazer uso dessas palavras, explique que o seu filho está em fase de aprendizado e peça educadamente para que ele colabore.

Dessa maneira, você vai evitar que a criança fale essas palavras desagradáveis e você não terá de se sentir constrangido perto de outras pessoas.

9. Ensine palavras alternativas 

Quando ficamos irritados, é inevitável soltarmos algumas palavras para expressar a nossa raiva e os nossos sentimentos, não é mesmo? As crianças pequenas também têm essa necessidade.

Mas para que elas não soltem “palavrões” ou falem frases indelicadas, você pode ensiná-las palavras alternativas para expressarem raiva, insatisfação e aborrecimento.

Para isso, basta explicar que alguns termos são feios e as pessoas não gostam, e que as crianças podem dizer outras coisas quando se sentirem incomodadas. Pode ser uma palavra qualquer, contanto que não tenha sentido pejorativo.

Viu quanta coisa você pode fazer para melhorar o vocabulário dos pequenos?

Agora, você precisa colocar essas dicas em prática e acompanhar sempre o desenvolvimento do seu filho. Lembre-se de ter muita paciência e entender quais são as principais dificuldades da criança. Só assim você fará com que ela cresça de forma saudável e inteligente.

Nenhum comentário

*

Edições Impressas

Busca por Data

abril 2017
S T Q Q S S D
« mar    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

ENQUETE DA SEMANA

Quantas horas por dia você passa na internet?

TV Joca

Apoio